1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações)
Loading...

Temporada de Inverno na América do Sul – Viaje para Pucón

0

Situada a 780 km ao sul de Santiago a cidade de Pucón, no Chile, atrai turistas do mundo inteiro e é uma das mais atrativas do país, oferecendo uma variedade de atividades. O ecoturismo é bastante intenso e há atividades para todos os gostos, além de possuir esportes para todas as épocas do ano.

Passeios

Pucón é uma cidade para ser conhecida a pé. Há duas avenidas principais, a Libertador O´Higgins, onde tem as principais lojas, agências de turismo, câmbio e restaurantes/bares e a Av. Ansorena, onde está o corpo de bombeiros e também algumas agências de turismo.

O principal atrativo da cidade é o Vulcão Villarrica, com cerca de 2800m de altitude, ele pode ser visto de diversos pontos da região. A neve permanece na parte alta do vulcão durante todo o ano, principalmente no inverno, período em que o vulcão funciona também como estação de esqui.

O turista também pode visitar a Playa Grande, uma praia de água doce e “areias” negras que fica lotada de pessoas no verão, e também fazer um passeio de barco pelo Lago Villarrica. Em Cabúrgua, vilarejo vizinho de Pucón, conheça o Lago Cabúrgua, que tem outra praia igualmente bonita e com águas cristalinas! Outro passeio simples e super bonito é o do Ojos de Caburgua, um local com quedas d’águas e uma água azulada incrível de se admirar.

A vida noturna da cidade não é tão animada, mas há alguns bares na Av. O’higgins e ótimos restaurantes na Calle Fresia.

Como chegar

O pequeno aeroporto de Pucón localiza-se cinco quilômetros a leste do Centro. A cidade de Temuco, 100 quilômetros a noroeste, conta com serviços de trem, ônibus e aéreo com as maiores cidades do Chile, incluindo Santiago e Concepción. De lá para Pucón são 1h30 de carro ou van.

Gastronomia

A culinária não deixa a desejar. A cidade tem ótimos restaurantes, seja para comer massas, carnes, peixes ou experimentar a cozinha contemporânea.

Há restaurantes variados, que têm desde comida simples à alta gastronomia, sempre com ingredientes naturais e que fazem parte da região. Os principais restaurantes estão na Calle Fresia, conhecida como a rua dos restaurantes, e na O’higgins, a principal via da cidade.

Espere encontrar nos cardápios dos restaurantes pratos variados, muitos peixes e frutos do mar, além de massas, carnes e doces de todos os tipos. Vegetais e frutas também estão sempre presentes como acompanhamentos nos pratos, pois o Chile tem terras férteis e muito produtivas.

Para começar o roteiro gastronômico, sugerimos ir no Cassis, um restaurante com cardápio variado com massas, saladas, carnes, sorvetes, tortas e chocolates.

Se quiser comer uma carne saborosa, não deixe de ir ao La Maga. Não é um local tão barato, mas as porções são bem servidas e o sabor da carne inesquecível.

Outra opção para comer bem é o restaurante La Fleur de Sel, que fica em um espaço rústico e tem um menu fino, preparado por um chef que busca acrescentar aos pratos ingredientes originários da região, como o pinhão das araucárias. Ele é considerado um dos melhores restaurante da área. Para os fãs de chocolates, não se esqueça de pedir a “anarquia de chocolate”.

Hospedagem

Pucón tem hospedagens desde hotéis luxuosos, que funcionam no modo all inclusive, a cabanas no meio da natureza e hostels com quartos compartilhados.

Há diversos hotéis no centro e outros que ficam mais afastados, há hotéis ao longo do Lago Villarrica e em propriedade rurais.

No geral, as acomodações são simples, muitas são rústicas, seguindo o estilo de arquitetura da cidade.

No centro de Pucón, o Hotel Gudenschwager, um dos mais antigos da cidade, é uma boa opção para quem procura algo do tipo bed & breakfast. Outras alternativas são os hotéis Vientos del Sur e o belo Aldea Naukana.

Mais afastado da região central e próximo ao lago estão o Hotel Boutique CasaEstablo e o Magma Lodge Hotel Boutique, que tem cabanas de frente para o lago. Quem tem um orçamento mais folgado pode ficar no belíssimo Antumalal ou no Hotel Vira Vira, um hotel inaugurado recentemente, que tem quartos espaçosos e funciona como all inclusive. Para quem deseja economizar tem os hostels, o Hostal Muller e o Hostal Willy.

Viajar na Terceira Idade

Os brasileiros com mais de 60 anos podem viajar ao Chile com pacotes turísticos oferecidos pelo Ministério do Turismo (MTur) e a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa).

O público tem duas opções de pacotes: Santiago, Viña del Mar e Valparaíso ou Santiago, Pucón e Villa Rica. Os pacotes com programação exclusiva apresentam saídas do Rio de Janeiro (RJ) e de São Paulo (SP). Os pacotes de oito dias e sete noites incluem sistema de pensão completa, passagem aérea ida e volta, traslados, citytour e seguro viagem.

O Chile é o primeiro destino internacional oferecido pela iniciativa do Ministério do Turismo à população com mais de 60 anos.

Recomendados para você:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA